Marco Florentino
Em prosa e verso
Textos
LIBERDADE
LIBERDADE

O homem é livre e seu ato é intencional
Condição fundamental da ação humana
O ser condenado à liberdade é racional
Consoante a forma de pensar sartreana

O direito de agir conforme a sua vontade
Cria liberdade quando se tem autonomia
Lei moral e universal evidente na verdade
Do pensar kantiano que desvela a aporia

Manifestação objetiva no mundo material
Ação laboral humana é parva mercadoria
Que constitui liberdade parcial no capital
Igual pensar marxista contra a burguesia

Negação do ideal abstrato pela realidade
Mostra da capacidade do homem arbitral
Revolta contra toda e qualquer autoridade
Pensar de Bakunin ao anarquismo social

Vontade como objetivação da coisa em si
Pelo fenômeno que externa representação
Causa motora dos eventos em vivo frenesi
No pensar de Schopenhauer é pura ilusão

Cabal identificação com a natureza do ser
Na liberdade o homem expressa totalidade
Deliberação inserida nas ciências do saber
O pensar de Spinoza com responsabilidade

A defesa radical da liberdade de expressão
Pela democracia como forma ideal de poder
Com livre diálogo e discussão para votação
Assim foi o pensar de Sócrates ao ascender

O proceder que não consente ser delimitado
Ordenado em premissas da vontade pessoal
Na qual o sujeito crê o que é certo ou errado
Determina o pensar do senso comum casual

Liberdade, igualdade e fraternidade a meditar
Princípios fundamentais da virtude humanista  
Depreendida na significação do bode a berrar
Representa o pensar metafórico e historicista

Ter convicção da liberdade como mera utopia
Visto que não há livre arbítrio na necessidade
Confinando o homem na sua tímida sabedoria
Este é o meu pensar quando reflito a liberdade

Marco Antônio Abreu Florentino

Primeiro poema da trilogia humanista sobre o iluminismo, movimento intelectual do século XVIII na Europa, que defendia o uso da razão (luz) contra o antigo regime (trevas)  e pregava maior liberdade comportamental e de ação na relação dos indivíduos com o estado.

Este movimento promoveu mudanças políticas, econômicas e sociais, baseadas nos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade, lema da revolução francesa iniciada em 1789.

Em tempos de escuridão, em que grande parcela da população mundial, particularmente do Brasil, liderado por um governante ignorante, truculento, inepto, preconceituoso e psicopata, regride ao estado de barbárie característico da era medieval, agindo como negacionistas, terraplanistas, teocratas radicais, racistas, homofóbicos, misóginos e hipócritas de ocasião e opção, é de fundamental importância relembrarmos e revisarmos os valores e conceitos que nortearam a humanidade a partir da revolução científica, cultural e comportamental do iluminismo.

Uma sociedade em que parte da população, inclusive eclesiástica, julga, condena e agride abertamente uma criança grávida de dez anos por ter optado pelo aborto, resultado de seguidos estupros desde os seis anos de idade, não pode ser considerada uma sociedade civilizada. É doente, maldosa, desumana, perversa e maldita.

https://youtu.be/B0o7alu3C6I
(Freedom - Paul McCartney)

Marco Florentino
Enviado por Marco Florentino em 20/08/2020
Alterado em 21/08/2020
Comentários